Tuesday, September 26, 2006

12

CRÔNICAS PAULISTANAS

Estrelando Carlos (Enterprise)
*poema escrito, no natal de '04, para presentear o poeta paulista, Carlos Assis, 'fã de carteirinha' do Star Trek.

letra: Rogério Santos
música, violão e voz: Pituco

CLIQUE AQUI E OUÇA

PELOS MEANDROS DA FRIA CIDADE
NO MAIS SELETO ANONIMATO
COMO UMA NAVE
ROTEIRO INEXATO
SEGUE ASSIS
NA MEGACIDADE

SEGUE CARLOS
SEGUE ASSIM
SEGUE ASSADO (repete)

OLHA PRO CÉU NÃO VÊ AS ESTRELAS
USA CANETA, PARA DESCREVÊ-LAS
TRABALHA DE DIA
TRANSPIRA POESIA
SEGUE ASSIS
NA SAGACIDADE

REFRÃO.....

VENDE O TRABALHO
GANHA O SEU SUSTENTO
FAZ SEM LAMENTO
POESIA ALIMENTO
PRECISA DO SIMPLES
NO SEU DIA-A-DIA
A SUA VERDADE
NAÕ NEGOCIA

REFRÃO.....

OLHA PRO CÉU E NÃO VÊ A LUA
MAS NÃO PRECISA, JÁ É ALUADO
VÊ TUDO EMBAÇADO
E COM POESIA
POR ENTRE OS MEANDROS
DA MONOTONIA

REFRÃO....

VAI VER A LUA
VAI VER AS ESTRELAS
VAI VER O UNIVERSO
DE CARDS ENCANTADOS
NINGUÉM SABE COMO
A CAMINHO DO COSMOS
PELA JANELA
DE SUA ENTERPRISE

SEGUE CARLOS
SEGUE AGORA EMBARCADO (repete)

namaste

2 comments:

vαℓéя!α tαяeℓhσ said...

conheço o Assis, a música é seu retrato fiel (pacato-poético-cidadão-sideral). parabéns à dupla, não canso de "adnamorar" o trabalho de vocês!

;)

Natália said...

Pena que não consegui ouvir a música! Já te disse que estou feliz de te ver (ouvir) no mundo da música, agora que eu me entendo por gente e amo essa tal de "música"! ;)